Encontros de Aprendizado

Equipes Experimentando a Aprendizagem Informal

Definição

São atividades compartilhadas em grupos de até 12 pessoas que buscam construir um significado prático e conceituai para a Aprendizagem Informal no cotidiano das equipes em uma empresa.

Encontros de Aprendizado são verdadeiras oportunidades onde um grupo pode experimentar, simular, ensaiar, discutir e aprimorar ferramentas de interação social para troca e ampliação do conhecimento na empresa.

Nos Encontros de Aprendizado inúmeras atividades são conduzidas para facilitar a prática da cultura de colaboração, troca de conhecimento tácito, mapeamento do conhecimento explícito e dinamização do Capital Intelectual empresarial.

Em última análise, os Encontros de Aprendizado pretendem despertar o potencial latente dos colaboradores, iniciando um processo de desenvolvimento humano e profissional que pode ampliar o desempenho atual do negócio.

Desconferência

Descrição

Este é um evento para um número grande de pessoas, geralmente a partir de quarenta. Todos são convidados a apresentar seus temas ou assuntos de interesse. Em seguida podemos apresentar alguns formatos já conhecidos para que os participantes organizem suas apresentações. Entre estes formatos temos: palestra, debate, entrevista, painel, mesa-redonda, apresentação clássica, aula, etc.

Continue lendo “Desconferência”

Aquário

Aquário (do inglês Fishbowl) é uma forma de conversação que pode ser utilizada para discutir um tópico com grandes grupos. Conversações aquário são geralmente utilizadas em eventos participativos como os que utilizam tecnologias sociais relacionadas ao Open Space. A principal vantagem do aquário é que ele permite que um grupo inteiro participe e dê sua opinião.

Continue lendo “Aquário”

George Siemens E O Conectivismo

Conectivismo: Uma Teoria de Aprendizagem para a Idade Digital

Introdução

Behaviorismo, cognitivismo e construtivismo são as três grandes teorias da aprendizagem mais freqüentemente usadas na criação de ambientes instrucionais. Essas teorias, contudo, foram desenvolvidas em um tempo em que a aprendizagem não sofria o impacto da tecnologia. Através dos últimos vinte anos, a tecnologia reorganizou o modo como vivemos, como nos comunicamos e como aprendemos.

Continue lendo “George Siemens E O Conectivismo”